VÍDEO: homem sobe em muro para ver confusão e leva tiro na cara

Empresário Agnaldo da Silva Oroski, que fez o disparo foi preso e disse à polícia, que agiu em legítima defesa

Imagens de uma câmera de segurança, da casa da vítima registraram o momento em que Bruno Júnior, de 33 anos foi morto com um tiro no rosto, após subir em muro, em Apucarana, norte do Paraná.

De acordo com a polícia, testemunhas disseram que ouviram tiros na casa vizinha, onde acontecia uma confraternização. A vítima tentou ver por cima do muro o que estava acontecendo e foi atingida por um disparo por arma de fogo – ele morreu na hora.

 O caso aconteceu no último sábado (9). A vítima morreu na hora, segundo a Polícia Militar (PM). O atirador foi identificado como Agnaldo da Silva Oroski, de 41 anos, e foi preso nesta quinta-feira (14).

No vídeo acima é possível ver que Bruno caminha em um corredor com duas pessoas, depois sobe no muro e observa a casa vizinha. Uma mulher parece conversar com Bruno, quando ele volta a olhar para outro lado é baleado e cai ao chão.

Após o crime, o atirador fugiu, se livrou do flagrante e se apresentou à polícia na segunda-feira (11), dois dias depois. Conforme a polícia, a prisão só foi autorizada na quarta-feira (13) após um mandado judicial, que foi cumprido nesta quinta-feira (14).

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade
Arquivos