Só de mal: Braide veta PL dos precatórios e prejudica professores

Braide, que não fez esforço algum para que estes recursos chegassem aos cofres da Prefeitura, oculta dados e nega direitos aos profissionais do Magistério de São Luís

A Câmara Municipal de São Luís, após ouvir sindicatos, associações e professores em geral,  aprovou, na sessão ordinária do último dia (23), a proposta que dispõe sobre os critérios de rateio aos profissionais do magistério da rede pública municipal de ensino, dos créditos recorrentes do Fundo de Desenvolvimento da Educação Fundamental  – FUNDEF.  O Projeto de Lei com suas emendas foi vetado pelo prefeito Eduardo Braide (PSD), que prejudica milhares de profissionais do magistério ludovicense.

A atual gestão do prefeito Eduardo Braide oculta os valores financeiros recebidos e atualizados, com a correção de juros e mora deste precatório do FUNDEF, que não é uma luta desta gestão – é uma luta dos professores que aguardam há anos para receber seus justos precatório e que a gestão Tadeu Palácio deu entrada no processo contra a União.

A atual gestão do prefeito Braide, por meio da secretária municipal de educação, Carolina Salgado encaminhou um Projeto de Lei eivado de vícios e erros, Sem os valores, sem uma planilha de custos, relação de beneficiados, além disso, mesmo após todas as jurisprudências e literatura garantirem que verba indenizatória não incide Imposto de Renda, a secretaria  trouxe no PL, a previsão da cobrança de imposto de renda.

A gestão do prefeito Eduardo Braide se nega a debater com os sindicatos, se nega a discutir com os professores e se nega a declarar um Plano de aplicação dos recursos, além disso, se nega a instituir uma Comissão de fiscalização dos pagamentos dos recursos dos precatórios.

EM TEMPO: Braide, que não fez esforço algum para que estes recursos chegassem aos cofres da Prefeitura, oculta dados e nega direitos aos profissionais do Magistério de São Luís;

E MAIS: ao vetar o projeto correto, que foi debatido pelas categorias dos professores, aposentados e pensionistas, Braide atua como carrasco dos professores da Capital;

PRA FECHAR: a Câmara e professores de São Luís devem se reunir nesta quarta-feira para apreciar e derrubar os vetos do carrasco da educação ludovicense.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade
Arquivos