Prefeitura de São Luís está realizando o maior programa de reformas de escolas

Prefeitura realiza maior programa de reforma de escolas da história de São Luís

O programa Escola Nova, implantado na gestão do prefeito Eduardo Braide, tem mudado o cenário da rede municipal de ensino de São Luís. Mais de 190 unidades de ensino – entre as já entregues ao longo de 2021 e as em obras – estão passando por reformas estruturais para garantir o início das aulas presenciais no dia 22 de fevereiro de 2022, com segurança e a estrutura adequada para receber a comunidade escolar. Em 2020, esses locais estavam com telhados comprometidos, instalações elétricas e hidráulicas danificadas, banheiros sem a mínima condição de uso. Estes e outros problemas encontrados na rede física do sistema municipal de ensino de São Luís comprometiam o ensino-aprendizagem e a segurança de alunos e professores, mas que agora vive uma nova realidade.

“O primeiro item do meu programa de Governo na área da Educação é o Programa Escola Nova. Encontramos as escolas da rede municipal impossibilitadas de retomarem às aulas presenciais não só por causa da crise sanitária, mas, sobretudo, pela falta de condições das estruturas físicas. De forma imediata, diagnosticamos todos os problemas e estamos executando as reformas estruturantes necessárias. Por isso, o meu compromisso é garantir uma rede escolar estruturada, moderna, humana, com a qualidade que os alunos e trabalhadores da educação de São Luís tanto esperaram e, que agora, já está se tornando realidade”, assegurou o prefeito Eduardo Braide.

O programa Escola Nova é executado de forma conjunta pela Secretaria Municipal de Educação (Semed) e a Secretaria Municipal de Obras e Serviços Públicos (Semosp), que realiza todas as intervenções necessárias para que as unidades possam receber alunos, professores e demais funcionários, a partir do diagnóstico das escolas que necessitam de obras mais urgentes.

“Estamos empreendendo um grande esforço com todo planejamento para que as escolas recebam seus alunos com nova estrutura e condições dignas. Logo em 2021, realizamos vistorias das equipes técnicas das duas secretarias nas escolas, onde foram detectados problemas como a necessidade de retelhamento das edificações em quase toda a rede de ensino. Também verificamos diversos problemas de cobertura e estruturais como trincas e fissuras nas paredes, a necessidade de revisão das redes elétrica e hidrossanitárias, readequação dos banheiros, entre outros problemas”, informou o secretário.

Entre os serviços que vêm sendo realizados nas escolas da rede municipal, estão pintura interna e externa, instalação de calha pluvial, retelhamento, novas instalações elétricas, rodapés de alumínio, recuperação de piso, nova iluminação, novo forro, revisão das esquadrias, troca de janelas e fechaduras, reforma de banheiros, adaptação para acessibilidade por pessoas com deficiência. As escolas também passam por serviços de capina, poda e limpeza, executados pelo Instituto Municipal de Paisagem Urbana (Impur).

 

A secretária municipal de Educação, Caroline Marques Salgado, ressaltou que a reforma simultânea de dezenas de unidades da rede de ensino faz parte de um amplo planejamento para garantir o retorno seguro às salas de aula. “O retorno presencial é garantido pela Prefeitura, e está sendo feito com todo o cuidado e responsabilidade necessários. Por isso, a gestão do prefeito Eduardo Braide está trabalhando para garantir que toda a rede tenha as condições estruturais, físicas, pedagógicas e sanitárias adequadas para este retorno seguro. Afinal, não é prudente retomar as aulas presenciais e pouco tempo depois precisar fechar as escolas para reforma”, explica.

Entre as escolas já reinauguradas totalmente reformadas, está a U.E.B. Alberto Pinheiro, no Centro. A unidade, entregue em novembro do ano passado, é uma das maiores e mais tradicionais de São Luís, atendendo a mais de 1.200 alunos do Ensino Fundamental, além de turmas de Educação de Jovens e Adultos (EJA).

Também foi reinaugurada, no ano passado, a U.E.B. Governador Jackson Kleper Lago, na Cidade Operária, com capacidade para 600 alunos do 1º ao 9º ano. Outra unidade entregue em 2021, foi a Creche Escola de Tempo Integral Maria de Jesus Carvalho, na Camboa, que atende 440 alunos dos 2 aos 5 anos, sendo 30 destes com deficiência.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade
Arquivos