Município maranhense recebeu quase R$ 2 milhões em royalties

Mineradora Aurizona e Empresa Equinox extraem R$ Bilhões em ouro e deixam a desgraça e contaminação no município 

Prefeito Sissi Viana está sorrindo com as paredes

O município maranhense de Godofredo Viana, comandado pelo Prefeito Shirley Viana Mota, o Sissi, situado na região do Gurupi, no noroeste maranhense, a 340 quilômetros de São Luís já recebeu R$ 1.686.017,14 (Um Milhão, Seiscentos e Oitenta e Seis Mil Reais), somente em royalties nos meses de julho e agosto deste ano, por causa da extração mineral de ouro.

A exploração de ouro no solo do município é realizada pela empresa Equinox Gold, do Canadá, que opera na cidade maranhense desde 2016, por meio da Mineradora Aurizona. uma das maiores exploradoras de ouro do mundo.

A estimativa da empresa após estudos de sondagens, foi comprovada que a  jazida de Godofredo Viana tem capacidade para processar 750 mil toneladas de minério – é muito ouro!

Mineradora fornece água contaminada à população de Godofredo Viana

Apesar de sediar uma das maiores minas de ouro do Brasil, o local não oferece à sua população nem mesmo um dos direitos humanos mais básicos: o acesso à água. Isso porque, há um ano, os mais de 4 mil moradores convivem com as sequelas deixadas pelo rompimento da barragem na Lagoa Pirocaua, da Mineradora Aurizona, de propriedade do grupo canadense Equinox Gold, umas das maiores exploradoras de ouro do mundo. O acidente ocorreu em março de 2021, ocasionando a contaminação das principais fontes de água potável da região, em especial do reser do reservatório Juiz de Fora.

De lá para cá, a comunidade deixou de ter acesso à água de qualidade e enfrenta elevado nível de poluição, favorecendo o surgimento de várias doenças. Um estudo recém-divulgado revela que tanto a água quanto o solo da região estão contaminados com metais tóxicos e micro-organismos. Foram encontradas substâncias como mercúrio, arsênio, selênio, níquel e chumbo em um nível 100 mil vezes acima do máximo permitido. A pesquisa foi encomendada pelo Movimento dos Atingidos por Barragem e realizada por um coletivo de cinco universidades públicas: as federais de Ouro Preto (Ufop) e Maranhão (UFMA) e as ­estaduais do Maranhão (UemaSul), São Paulo (USP) e Campinas (Unicamp).

EM TEMPO: o prefeito Sissi Viana está sorrindo com as paredes com o dinheiro que o Governo Federal está passando para o município; 

E MAIS: no mês de setembro, a Prefeitura recebeu R$ 7.008.486,38 (Sete Milhões de Reais), em outros repasses constitucionais, FUNDEB, SUS e etc; 

PRA FECHAR: esta dinheirama de recursos precisa ser revertida para o povo de Godofredo Viana – população sofre com a falta do básico: água potável. 

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade
Arquivos