Empresa que presta serviço ao Governo do Maranhão deve ser denunciada por prática de trabalho escravo

Empresa SUPRITEC não pagou décimo terceiro salário, não pagou o mês de dezembro, e nem o ticket alimentação dos funcionários 

Funcionários terceirizados que trabalham nas unidades de ensino da Rede Pública do Governo Brandão, estão há dois meses sem receber salários, sem décimo terceiro, sem ticket alimentação e nem as férias foram garantidas aos trabalhadores. A situação chegou a um ponto de desespero total e a falta de pagamentos pode ocasionar em uma paralisação dos serviços e consequentemente um problema enorme na educação.

Os trabalhadores terceirizados pela empresa Supritech, passaram o Natal e o final de ano sem dinheiro, e ainda por cima, tendo que trabalhar sob ameaça de demissão.

Tem trabalhador que nem passagem tem para ir ao local de trabalho e mesmo assim é ameaçado descontar o dia não trabalhado.

A empresa SUPRITECH já foi denunciada ao Ministério Público do Trabalho – MPT e nada foi resolvido.

EM TEMPO: o Site Observatório realizou um levantamento e apontou que a SUPRITECH tinha contrato de R$ 14.122.966,80 (Quatorze Milhões, Cento e Vinte e Dois Mil Reais), vigente até 10/10/2023;

E MAIS: no ano de 2023, o governo só repassou R$ 6.791.669,09 (Seis Milhões, Setecentos e Noventa e Um Reais);

PRA FECHAR: isso é um verdadeiro ABSURDO!!!!

3 Comentários

  1. Isto é falta de respeito da empresa com.os trabalhadores e descaso político por parte do governo do Maranhão . Cadê a justiça que não cumpre seu.papel

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Publicidade

Publicidade
Arquivos