Em menos de 48 horas após aprovação de orçamento, gestão Braide empenha quase R$ 2 Bilhões

Em menos de 48 horas após a Câmara aprovar orçamento, gestão do prefeito Eduardo Braide (PSD) alcançou R$ 1.788.840.022,85  (Um Bilhão, Setecentos e Oitenta Oito Milhões de Reais), em empenhos para pagamentos

Toda esta correria e confusão por causa do orçamento de São Luís tem uma única explicação, o prefeito Eduardo Braide, a partir do dia 6 de julho (sábado), passa a ter vedações em suas condutas de agente público, não poderá mais inaugurar retornos, ir ao local de derrame de asfalto, não pode visitar obras, realizar nomeações, exonerações e contratações – por isso está correndo contra o tempo.

O prefeito Braide terá de hoje (25) de janeiro, até o sábado (6) de julho, que são 163 dias, para tentar mostrar ao eleitor ludovicense que tem sido um bom gestor. 163 dias são 23 semanas, de sol a sol gastando muito dinheiro da máquina pública para tentar garantir a reeleição.

O pior de tudo isso é que passados estes 163 dias, a partir do dia 6 de julho, ele entra em pé de igualdade, com os demais candidatos, por um período de 92 dias até o Domingo (6) de outubro, no dia da eleição.

EM TEMPO: o prefeito Eduardo Braide editou ontem (24), dois Decretos, o primeiro DECRETO Nº 60.103, DE 23 DE JANEIRO DE 2024, que estabelece normas para a Programação e Execução Orçamentária e Financeira dos Orçamentos Fiscal e da Seguridade Social do Exercício 2024 e o segundo, DECRETO Nº 60.104, DE 23 DE JANEIRO DE 2024, que aprova o Quadro de Detalhamento da Despesa para o Exercício de 2024.

E MAIS: no Decreto Nº 60.103, o prefeito revogou todos os dispositivos de execução provisória do Decreto Nº 60.067, de 02 de janeiro de 2024.

PRA FECHAR: orçamento validado, recursos detalhados por órgão, tá valendo a gastança em 2024.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Publicidade
Arquivos