Câmara de São Luís corre para instalar CPI para investigar liberações criminosas de veículos na SMTT

Vídeos e fotos espalhados nas redes sociais comprovariam irregularidades, inclusive com danos ao erário público, uma vez que os veículos eram liberados sem o devido recolhimento de taxas e multas

A Mesa Diretora da Câmara Municipal de São Luís deve apreciar na próxima quarta-feira (16), o Requerimento de autoria do vereador Álvaro Pires (PSDB), na qual cria uma Comissão de Inquérito Parlamentar (CPI), com a finalidade em apurar a responsabilidade do secretário municipal de transportes, Diego Rafael Rodrigues, baseado nos indícios de liberações de veículos recolhido ao pátio da Secretaria Municipal de Trânsito e Transportes – SMTT, por infrações constantes no Código de Trânsito Brasileiro – CTB, indício estes fartamente divulgados as redes sociais e meios de comunicação.

Ao todo, dezoito vereadores de São Luís assinaram o documento que dá início as investigações para apurar se houve irregularidades, inclusive com danos ao erário público, uma vez que os veículos eram liberados sem o devido recolhimento de taxas e multas.

A CPI terá o prazo de 120 dias para a conclusão das investigações, com a possibilidade de prorrogação pelo mesmo período, caso seja solicitado pela comissão.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade
Arquivos