Braide contará com cerca de 70 candidatos a vereadores; Duarte terá mais de 300

Numa disputa a prefeito muito disputada, contar com o apoio de candidaturas de base (vereadores) será fundamental   

Principais adversários na disputa pela cadeira do Palácio La Ravardière, o atual gestor, Eduardo Braide (PSD) e Duarte Júnior (PSB), ao final da janela partidária e filiações, aglutinaram o maior número de partidos e de candidaturas a vereadores e vereadoras, sendo que a diferença ficou muito grande entre ambos. Historicamente em São Luís, na Ilha Rebelde, quem tem o maior grupo de candidatos a vereadores e lideranças em torno de seu projeto, ganha a eleição – tem sido assim desde a redemocratização do Brasil.

Trilhando o mesmo caminho do ex-prefeito João Castelo, que chegou à sua reeleição com pouquíssimos aliados, o atual prefeito de São Luís, Eduardo Braide terá no palanque, apenas três partidos, o seu, PSD, o esvaziado MDB e o Republicanos, pedindo votos e arregimentando lideranças em apoio a seu projeto de poder. O grupo de Braide contará com cerca de 70 candidatos a vereadores. Com representantes de mandato, ao seu lado na disputa ficaram apenas 7 vereadores, Domingos Paz (DC), Rosana da Saúde e Dr. Gutemberg (Republicanos); Francisco Chaguinhas, Daniel Oliveira, Marcos Castro e Karla Sarney (PSD).

Duarte Júnior contará com o apoio de onze partidos, a começar pelo seu, o PSB, terá o PT, PV e PC do B, PSDB e Cidadania, Podemos, PL, Avante, PRD, PP e ainda poderá contar com o União Brasil, caso Neto Evangelista não seja candidato, também a prefeito. Ao todo, a chapa completa de Duarte Júnior contará com o maior tempo de televisão e terá cerca de 300 candidaturas proporcionais, nos mais espalhados bairros e comunidades de São Luís. Ao lado de Duarte ficaram os vereadores, Álvaro Pires, Concita Pinto, Paulo Victor, Marcial Lima, Nato Júnior, Pavão Filho, Silvana Noely, Umbelino Júnior, Octávio Soeiro e Marlon Botão Filho (Todos do PSB); Edson Gaguinho e Antônio Garcez (PP), Thyago Freitas e Zeca Medeiros (PRD), Fátima Araújo e Astro de Ogum (PC do B), Beto Castro (Avante), Marquinhos (União Brasil), Andrey Monteiro (PV), Chico Carvalho (PSDB), Aldir Júnior (PL) e Coletivo Nós (PT). 

EM TEMPO: dito isto, alea jacta est. 

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade
Arquivos