ZPE e produção de Hidrogênio Verde acabariam com a miséria no Maranhão

A região litorânea do Maranhão é muita rica em energias limpas, tais como eólica e fotovoltaica. Criar uma Zona de Processamento de Exportação – ZPE para a produção de Hidrogênio Verde e seus derivados tiraria o Maranhão dos piores indicadores do Brasil

Refinaria de Bacabeira que seria um sonho de liberdade virou um pesadelo – área está abandonada

O Maranhão pode estar perdendo uma grande oportunidade da sua história, ao renunciar projetos de transição energética que estão sendo negociados e financiados no mundo inteiro. O estado tem riquezas naturais imensuráveis e poderia já estar concretizando junto à Europa, China e os Estados Unidos, parcerias para criar uma Zona de Processamento de Exportação – ZPE, na área onde seria instalada a refinaria Premium, da Petrobrás, em Bacabeira.

Área pode ser transformada numa ZPE

A região onde seria implantada a Refinaria Premium I, da Petrobrás, pode e deve ser implantada uma Zona de Processamento voltada a produção de Hidrogênio Verde. Outros estados vizinhos, a exemplo de Piauí, Ceará e Pará, não perderam o “timing” e já tem suas ZPE’s e negociando com o mundo inteiro – mais avaçada está a ZPE Pecém, no Ceará, que fechou uma parceria bilionária com a multinacional bp, um dos maiores grupos de energia do mundo, e lá vão construir uma unidade para a produção hidrogênio verde (h2v) e derivados, como a amônia verde, no Complexo Industrial e Portuário do Pecém (CIPP).

O Maranhão como sempre, está na contra mão e remando sozinho e contra a maré, o Piauí por exemplo, na ZPE Parnaíba fechou parceria com a empresa alemã Green Energy Park e a espanhola Solatio  O HUB de hidrogênio verde será instalado na Zona de Processamento de Exportação (ZPE), em Parnaíba e vai gerar 8 mil empregos diretos no Litoral do Piauí. As obras das usinas iniciam no fim deste ano de 2024.

Sabe o que dói e muito nisso tudo ??? é que os estados do Piauí, Ceará e Pará, não tem as mesmas condições geográficas favoráveis, aeroportuárias, ferroviárias e portuárias, que a região litorânea de São Luís tem. Estes estados não tinham uma área já quase pronta, como a de Bacabeira, na Refinaria Premium I. Estes estados começaram do ZERO e já estão com projetos avançados para desenvolverem seus estados, gerarem emprego e renda a seu povo.

No caso do Maranhão, o estado mais pobre e miserável do Brasil, um pouco de boa vontade e capacidade política poderia transformar este estado numa potência energética lima e sustentável. Mas não!

EM TEMPO: se os estados do Piauí, Ceara e Pará tivessem uma área como a de Bacabeira, com certeza eles já estaria exportando o Hidrogênio Verde e seus derivados; 

E MAIS: o estado do Maranhão precisa acordar, o tempo já passou e continuamos o estado mais pobre, mais miserável do Brasil; 

PRA FECHAR: não é à toa que o Maranhão é o maior consumidor de Bolsa Família do Brasil. 

Um Comentário

  1. Bacabeira está a 55 km, do porto de Itaqui com o maior complexo portuário em movimentação de carga do país; temos 3 ferrovias; duplicação da BR -135; subestação de energia de LT 500 kV e uma infraestrutura educacional perfeita com escolas e faculdades. Só falta interesse politico

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade
Arquivos