Brandão pode se tornar o governador que tirou o Maranhão da miséria

Desde que assumiu o comando do estado, Carlos Brandão (PSB) tem acenado para programas que apontam o caminho para o desenvolvimento do estado, que pode livrar o Maranhão dos índices da miséria 

Brandão recebeu diretor da Agência Nacional de Petróleo – ANP

O governador Carlos Brandão tem realizado vários movimentos que realmente interessam ao desenvolvimento do estado e do povo maranhense, incentivando a capacitação e qualificação profissional, o crescimento do agronegócio, da indústria de transformação, produção, que culminarão com a geração de emprego e renda, que podem levar o estado do Maranhão a ser um dos grandes polos industriais do país, como já foi um dia. A prova disso são os inúmeros acordos que estão sendo realizados pela gestão Brandão, para o desenvolvimento da energia limpa e sustentável, a exemplo da energia do futuro, presente no estado, que é o Hidrogênio Verde, advindo de fontes 100% limpas e sustentáveis, por meio de energia eólica e fotovoltaica.

O mundo inteiro clama a cada dia, por uma energia verde, que advém de recursos naturais e sustentáveis e os investimentos para o setor são IMENSURÁVEIS, ou seja, quem os quer não está muito preocupado com o preço, a exemplo de países de toda Europa e o carro chefe é Hidrogênio Verde.

Além disso, os acordos assinados junto ao Consórcio Nordeste, prevem um amplo investimento junto ao Banco Interamenricano de Desenvolvimento – BID, no estado do Maranhão, a programas com características a energia renováveis, o que é abundante em todo o estado.

O Maranhão se prepara para mais um salto em desenvolvimento. Estudos da Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP) evidenciaram que o estado tem um imenso potencial para produção de gás com operações offshore, ou seja, no mar. A informação foi compartilhada na tarde de ontem, terça-feira (26), em reunião realizada no Palácio dos Leões, com a presença do governador Carlos Brandão, de representantes da Companhia Maranhense de Gás (Gasmar) e do diretor da ANP, Cláudio Jorge Martins. Este movimento por sí, só, vai gerar empregos diretos e indiretos, além de R$ Bilhões em royalties.

Todos os caminhos do Maranhão levam ao DESENVOLVIMENTO, estamos no centro do planeta, com recursos naturais imensuráveis, com um posicionamento geográfico um dos melhores do Brasil, em relação à Ásia, Países Árabes, Europa, América Central, América do Norte, principalmente os Estados Unidos e México, que são grandes mercados mundiais.

Com posicionamento geográfico estratégico para escoar a produção por meio de EXPORTAÇÃO, não tão somente a commodities (que concentra a riqueza nas mãos de poucos), mas, o grande negócio é a INDÚSTRIA DE TRANSFORMAÇÃO, que agrega valores a produtos primários, por meio de industrialização, a Ilha do Maranhão será em curto prazo, um grande polo de desenvolvimento do mundo, capaz de abrigar novos Aeroportos e Portos, Zona de Processamento de Exportação e um grande Pólo Industrial voltado para atender a demando do mundo inteiro.

O governo Brandão, ao entregar o Plano Pulrianual – PPA e a Lei Orçamentária – LOA, à Assembleia Legislativa do Maranhão, ontem, terça-feira (26), encaminhou também um Planejamento de Desenvolvimento para os próximos 30 anos no estado, coisa que nunca havia sido feito, um planejamento de potencialidades para o presente e o futuro do estado.

Em tempo: o caminho que o governador Carlos Brandão decidiu seguir é um caminho sem volta para o atraso; 

E mais: a distância percorrida, de acordo com o que se vislumbra é em muito curta e vai tirar o estado dos índices da Fome e Miséria, em tão pouco tempo; 

Pra fechar: Brandão tem tudo para desenvolver o Maranhão e está no rumo certo. 

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Publicidade

Publicidade
Arquivos